Arquivo por categoria: Camaçari

nov 03

Emoção, cores e público ativo marcam desfile da estilista autodidata de Camaçari

Mais de 200 pessoas prestigiaram o desfile da estilista autodidata, Karoline Sodré, no último sábado (31), na Casa do Trabalho, em Camaçari. Lançando a coleção Color Summer, Karoline apresentou ao público a marca Karolly’s, criada para atender ao mercado plural da cidade e região.

DESFILE KAROLINE (2)

     “Os muitos pedidos de clientes e amigas me fizeram montar essa coleção que atende a gostos bem diversificados, mas é claro, que com muito bom gosto”, explicou Sodré que já planeja a abertura da boutique física da Karolly’s, que, atualmente, realiza a venda direta e através das redes sociais, acrescentando, que em breve o público de Camaçari poderá conferir modelitos exclusivos, os quais já serão assinados pela marca Karoline Sodré.

   Mais de 15 modelos nas categorias, infantil e adulto, emprestaram suas belezas no sábado para a jovem estilista autodidata que fez questão de agradecer aos patrocinadores e apoiadores, como Adailton Lima (advocacia), Linda Cosméticos, Gráfica Xerographi, Don Nascimento (fotografia), Luar Presentes e à Rede Comunica (imprensa comunitária), fazendo alusão ao maciço apoio da imprensa local e às inúmeras pessoas que apoiaram o lançamento, estes que ganharam um agradecimento exclusivo na página da Karolly’s no Facebook.

DESFILE KAROLINE (1)

Fonte: Jornalista Romero Mateus

==============

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

out 30

Estilista de Camaçari lança grife neste sábado na Casa do Trabalho

     Em tempos de desafio para a economia nacional e mundial, o que levaria uma jovem de 23 anos desistir do emprego no maior complexo industrial da América Latina? O sonho de viver do seu próprio corte e costura com a customização e comercialização de vestuário, que levou a estilista Karoline Sodré a abandonar a profissão industrial para mergulhar no universo da moda com a aquisição de uma máquina industrial com o dinheiro dos tempos de serviço.

karoline Sodré - Karollis - horizontal

      E após ajuda de amigos, que ela costuma chamar de anjos, a camaçariense vai lançar a sua grife Karolly’s, neste sábado, às 19h, na Casa do Trabalho, em um desfile com roupas produzidas ao longo dos últimos meses. Quando perguntada sobre a expectativa, Caroline responde: “Ansiosa e muito feliz por estar realizando o meu sonho”.

     Os espectadores do desfile podem aguardar por um repertório plural de cores e estampas, carregadas de muita atitude e ousadia no vestuário interpretado por modelos também de Camaçari.

      A estilista que também já atuou como dançarina, ginasta e modelo, tendo sido campeã de concurso fitness, resolveu dar uma pausa nas paixões artísticas e se dedicar de corpo e alma ao seu grande amor.

Histórico

Conheça um pouco mais sobre Caroline Sodré

      Lúcia Caroline de Souza Sodre, 23 anos conhecida como Caroline Sodre. Nasceu em 29 de março de 1992, nascida e criada em Camaçari-Ba. Tudo começou quando ainda era criança; ela amava fazer as roupas das suas bonecas, amava desenhar croquis, e já chegou a comercializar também, mas não de modo profissional.

     Com 12 anos de idade ganhou sua primeira máquina de costura, onde aprendeu a manusear, aos 13 anos começou a fazer dança na Casa da Criança em Camaçari-Ba onde sua mãe também fazia aula de corte e costura, ela então sempre ficava olhando sua mãe costurar para aprender.

      Já foi ginasta, já trabalhou como modelo, foi campeã fitness, mais o sonho da sua vida era o mundo da moda. Colecionava fotos de tendências de moda, desfiles, looks de modinha, coleções de algumas grifes e assim seu sonho ia despertando. Sempre amou o mundo da moda e um dos seus sonhos era cursar a faculdade de moda porem muitos criticavam dizendo que isso não era futuro para ninguém, mais mesmo assim seu sonho não morria. Trabalhou em duas lojas no comercio de Camaçari e foi nesse período que conseguiu uma oportunidade para trabalhar em uma terceirizada da Ford na qual trabalhou por 2 anos e meio, onde se desgastou, se desanimou pois não era bem aquilo que sonhava para sua vida, assim foi ficando com problemas de saúde e logo foi desligada da empresa. Após a saída de seu antigo emprego com o valor recebido da sua rescisão resolveu comprar sua primeira máquina industrial para voltar a fazer o que sempre amou “desenhar, moldar e costurar suas peças”.

     E assim seguiu, começou a fazer pesquisas, começou a fazer algumas peças para seu uso e as pessoas começavam a perguntar onde ela comprava aqueles looks, a resposta era sempre que havia comprado com uma amiga, pois ela nunca gostou de ser chamada de “costureira de medidas”; seu sonho era ser uma estilista e poder desenhar seus croquis, estudar o plano de corte e planejar a peça para costura.

     Passando-se dois meses com a organização de suas peças, teve a ideia de então fazer a sua própria marca e com sua ideia firmada contou com o apoio de pessoas próximas, foi em busca de ajuda e hoje Karoline Sodré traz a Camaçari o lançamento de sua marca Karolly’s, nascida e criada na cidade de Camaçari.

Fonte: Jornalista Romero Mateus

===============

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

set 15

Casa cheia e pré-lançamento de três novos projetos marcam almoço de integração do Instituto Social Mãos Solidárias

       A sala de palestras do Instituto Social Mãos Solidárias (IMS) ficou lotada de amigos do IMS e de solidariedade na última sexta-feira (11). O almoço de integração do Instituto reuniu representantes de entidades sociais, parceiros e membros do IMS, criando um ambiente de muito acolhimento e cardápio saboroso, que será remontado todos os meses com o objetivo de compartilhar os passos do IMS e arregimentar mais soldados do exército anônimo solidário de Camaçari.

MÃOS  (1)

      Além de conferir um balanço dos últimos oito meses e o desenho estrutural oficial do IMS, tendo como pilares, as Consultorias de Comunicação e de Gestão, em alinhamento com a rede de parceiros, associados e colaboradores, os presentes que lotaram o espaço, ainda puderam participar do sorteio de quatro bancos infantis feitos na carpintaria solidária do Instituto, um relógio personalizado do IMS e um cheque de R$400, este último que teve como ganhadora, a Creche Nossa Senhora do Amparo. Luciana Falcão – membro da Creche-, agradeceu pelas doações intermediadas pelo Instituto que vêm beneficiando a organização e sintetizou: “Que possamos continuar com essa parceria”.

     Com cobertura do programa Conexão 33, da Camaçari TV, a atividade também teve como destaque da tarde descontraída, a  apresentação dos três projetos já em curso do Instituto, Mãos Que Doam, Bazar Solidário e o Cinema Popular, junto com o pré-lançamento de mais três projetos em desenvolvimento: Mãos Que Criam, Mãos em Rede e Mãos Que Educam.

     Mais detalhes sobre os antigos projetos e informações sobre o lançamento oficial dos novos projetos do IMS poderão ser obtidos in loco no Café Solidário, agendado para o dia 30 de setembro, que o Instituto Social Mãos Solidárias irá promover também em sua sede, no bairro Verde Horizonte (Avenida Sul, nº15 A), junto com a imprensa, apoiadores, entidades sociais e membros do IMS.

4

    Além da Creche Nossa Senhora do Amparo, marcaram presença no almoço de integração, representantes das instituições, Creche Carmem Mirim, Semente das Mangabas, Recanto das Árvores e Creche Emanuel.

Fonte: Jornalista Romero Mateus – 

===============

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

ago 08

Encontro na Cidade do Saber

Encontro na Cidade do Saber une imprensa, poder público e movimentos sociais contra o extermínio da juventude negra

Alx_unnamed (1)

      O elevado número de homicídios envolvendo jovens negros em todo o Brasil motivou setores do poder público, imprensa e movimentos sociais a se reunirem em reunião aberta para debater o tema, agendada para esta sexta-feira, no auditório 4 da Cidade do Saber, em Camaçari, das 9h às 12h.

    Com o tema Viva Negra Juventude, o encontro visa esboçar estratégias articuladas em rede, envolvendo os principais setores ligados à problemática, para instrumentailizar organismos e atores sociais, além de subsidiar debates a serem realizados também no dia 20 de agosto, quando será realizada a pré-conferência de juventude a respeito da democratização de mídias, em Camaçari.

Hand  painted textured ethnic seamless pattern. Endless tribal background

    Para tanto, a organização coletiva do evento, encabeçado pela Coordenação de Promoção da Igualdade do Executivo Municipal, em parceria com a Coordenação de juventude, com a Comissão de Promoção da Igualdade da Assembleia Legislativa e com a Câmara de Vereadores de Camaçari, convidou uma tripartite fundamental no combate ao extermínio da juventude negra: Imprensa, poder público e sociedade civil.

    Vale reforçar como convidados, setores da imprensa – para compartilhar o acúmulo a respeito do tema-, agrupamentos do movimento social mais relacionados à raça e gênero  e alguns braços do poder público estadual, como o Ministério Público, Defensora Pública, Polícias, Militar e Civil, além de outros organismos, cuja presença é fundamental para garantir a capilaridade e replicação das reflexões tratadas no evento.

Fonte: Jornalista Romero Mateus

===================

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

nov 22

Camaçari: Com sessão e entrega de honrarias, Câmara comemora Consciência Negra

     A Câmara de Vereadores de Camaçari comemorou, na tarde desta quinta-feira (20/11), o Dia da Consciência Negra com uma Sessão Especial no Teatro Alberto Martins. Participaram do evento estudantes, professores, pesquisadores, militantes e os deputados estaduais Bira Coroa (PT) e Luiza Maia (PT).

CONSCIÊNCIANEGRA02

    O evento começou às 14:30h. A maioria dos vereadores estiveram presentes. O vereador Marcelino (PT), requerente da sessão, começou falando sobre a importância da atividade como forma de promover “o reconhecimento à comunidade negra que está presente em todos os espaços de nosso município, mas que, ainda hoje, sofre com o preconceito e a discriminação da sociedade”.

     Após o discurso inicial de Marcelino, foi a vez do ator Bispo da Cultura entrar nos palcos do teatro e fazer uma apresentação comovente sobre o que é ser cidadão, arrancando aplausos da platéia.

    Logo depois, o professor, historiador e mestrando Alan Cerqueira discorreu acerca do racismo na sociedade. Ele ressaltou a importância de combatê-lo diariamente.

    O ponto máximo da sessão foram as entregas da Medalha Zumbi dos Palmares para pessoas que se tornaram referências na luta por igualdade de direitos. Júnior Borges (DEM) começou entregando a medalha para Renê Martins. Depois, Elinaldo (DEM) condecorou Fernando José. Professora Patrícia (PT) homenageou a professora Valdeleide de Jesus.

CONSCIÊNCIANEGRA01

      Jorge Curvelo (DEM) prestigiou Átila Borges. Wilton de Ferrinho (SDD) entregou a honraria para Jeomar Alcântara. Otaviano Maia (PT) destinou a medalha para Roseane Braga, seguido pelo presidente da Câmara, Teo Ribeiro (PT), que rendeu homenagem ao músico André Xavier. Finalmente, Marcelino (PT), o proponente da sessão especial, condecorou o professor Camilo Lélis Matos.CONSCIÊNCIANEGRA

 

     Após a entrega das honrarias ainda utilizaram a tribuna os deputados estaduais Bira Coroa (PT) e  Luiza Maia (PT). As bandas Bossambá e Nilton Spirro se apresentaram na parte externa do teatro após a Sessão Especial.

Fonte; Ascom/P.M.Camaçari

================

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A idéia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

mai 07

Camaçari: Ampla participação popular marca audiência pública sobre o Minha Casa Minha Vida

      Com cerca de quatro horas de duração e marcada por ampla participação popular, a Câmara Municipal realizou, nesta quarta-feira (07/05), audiência pública para discutir o andamento do Programa Minha Casa Minha Vida no município. A audiência foi presidida pelo vereador Elinaldo (DEM).

AUDIÊNCIAPUBLICA (3)

       Os questionamentos dos vereadores e dos populares inscritos foram direcionados para o responsável pelo setor de Habitação da Caixa Econômica Federal, Luiz Carlos, e para o secretário Municipal de Habitação, João Bosco. Dentre as dúvidas recorrentes estavam questões relacionadas aos critérios de escolha dos beneficiados e as soluções para questões de infraestrutura das unidades habitacionais.

      O vereador Marcelino (PT), por exemplo, apontou algumas queixas apresentadas pelos presentes e sugeriu que fosse feita uma de vereadores e representantes da Prefeitura Municipal para acompanharem de perto as demandas nas unidades.

AUDIÊNCIAPUBLICA (2)

    Uma das denúncias feitas por populares é que alguns apartamentos já foram entregues, mas os beneficiados não estão residindo no local. Em resposta, o secretário João Bosco destacou que é importante identificar as casas fechadas, não que esta fiscalização precisa ser feita.

AUDIÊNCIAPUBLICA (4)

       “É difícil termos certeza de que não há morador. Em alguns casos, o apartamento está fechado, mas tem cortinas, por exemplo. Muitos falam que não tem ninguém morando, mas temos que verificar para que não seja feita uma injustiça. Se for constatado que a pessoa não se mudou de fato, vamos ter que transferir a casa para quem precisa”, pontuou o secretário.

      Para o vereador Elinaldo (DEM), o debate foi proveitoso. Para ele, o próximo passo será a criação de uma comissão de vereadores para acompanhar o andamento das questões levantadas durante a audiência.

        “Podemos dizer que tivemos 70% de aproveitamento. Demos oportunidade para que os moradores expusessem suas necessidades em relação ao assunto, cumprimos a função do Poder Legislativo que é acompanhar e estabelecer a ponte entre os cidadãos e o poder público”, declarou o edil.

===================

Comentários

Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

mai 06

Camaçari: Audiência Pública debaterá Programa Minha Casa, Minha Vida

     A Câmara Municipal de Camaçari realiza nesta quarta-feira (07/05) às 9h, Audiência Pública para debater o Programa Minha Casa Minha Vida no município.

BANNER_07 05 (1)

       Estão previstas as participações do secretário Municipal de Habitação, João Bosco, um representante do setor de habitação da Caixa Econômica Federal, representantes das localidades de Monte Gordo e São Vicente, e um representante do Ministério Público.

================

Comentários

Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

Página 1 de 11