Arquivo por categoria: Colaboradores

jun 11

Oficina de Cerâmica Contemporânea Ancestral do Peru.

ARTE E CULTURA

JANE HILDA BADARÓ Poetisa

       Acontece em Ilhéus, de 10 a 12 de junho, no ateliê da jovem e emergente artista Marina Ferrer, Rodovia Ilhéus Olivença, a I Oficina de Cerâmica Contemporânea Ancestral do Peru, ministrada pelo artista peruano Maneno Llinkarimachiq, e desenvolvida com a utilização de técnicas ancestriais do Peru: Palenteado e Preparação de Engobes e Brunidos. “Durante a oficina os integrantes fabricarão uma fonte com a técnica de pedra e da palheta de madeira (usando os pés como base), quando partindo com um côncavo se golpeia a argila com o mesmo ritmo, e posteriormente, as formas são definidas com as mãos, sendo então que o acabamento de cada peça se dará com polimento, utilizando pedra de cantos arredondados”, explica a ceramista Cláudia dos Santos Saar – do Ateliê Oca de Barro – que está trazendo a oficina para Ilhéus.

alx_ceramica

     Além de ilheenses, estão inscritos participantes advindos de outras cidades da região grapiúna, e também de outros estados, dentre as quais destacamos: Jane Hilda Badaró, Marlove Quadros, Lúcia Laguárdia, Vitoria Bittencourt, Kuky Vilela, Wiviane Passos, Elízia França, Ednólia Calheira, Susy Roosli, Maria José Duchini, Cecília Menezes, Marlene Queiroz, Ana Dalva Sampaio, Meire Ferrer, Marina Ferrer, Lusieme Lins Moraes, Helena Costa, Eulina Lavigne, Maria do Socorro Mendonça, Valéria Magalhães, Carla Arléo e Makelly Martinhago.
     Nascido em Chulucanas, no Peru, uma zona privilegiada pela tradição de grandes ceramistas desde épocas pré-colombianas, Maneno tem características marcantes: grande paixão pelo ofício, inquieto, investigativo, trabalha com muita paciência e amor, excelente dominador da técnica, cria peças exclusivamente para contemplação, algumas decoradas com traços incrustados em um rígido estilo geométrico de grande beleza compositiva, influenciado pela arte milenar das culturas Vicús, Tállan, Mochicha, Inca e Maia. Suas cerâmicas estão compostas essencialmente por mulheres indígens e aves marinhas em elegante estilização.

     Para a artista plástica e arte-terapeuta, Vitória Bittencourt, “esta oficina marca um momento artístico importante para Ilhéus, por ser uma oportunidade ímpar para artistas regionais que estão em busca de novas técnicas, professores de arte, artesãos, terapeutas e pessoas interessadas em experimentações holísticas, aprenderem com o mestre Ceramista Maneno, internacionalmente respeitado pelo conhecimento na arte da argila,do fogo,da fonte ancestral do Peru.

      Também abre novos horizontes pra prováveis profissionais no futuro, pelo efeito multiplicador que pode gerar, visto que, alguns dos participantes estarão difundindo as técnicas apreendidas para seus alunos. Um trabalho capaz de proporcionar aos participantes momentos lúdicos, de inspiração , de mergulho na paz interior que serena os ânimos e fortalece a ligação com a arte, que é divina”.

===============

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

mai 24

ESPAÇO ABERTO:SAÚDE – Será que você sofre de Labirintite?

Será que você sofre de Labirintite?

DR. RENATO BARRETO

     A orelha (ou ouvido) é dividida anatomicamente em 3 partes: orelha externa, orelha média e orelha interna. Na orelha interna encontra-se o labirinto, área responsável pelo equilíbrio corporal. Existem várias doenças que podem alterar o seu funcionamento. A Labirintite é uma inflamação do labirinto desencadeada, em geral, por uma otite média. Apesar de ser a causa mais conhecida, ela não é a alteração labiríntica mais frequente. Dentre as doenças que mais afetam o labirinto, a VPPB é a mais comum, e confundida muitas vezes com a Labirintite.

alx_VPPB

 

    A VPPB (Vertigem Postural Paroxística Benigna) é uma complicação na orelha interna que provoca, principalmente, tontura quando a cabeça é movimentada em determinadas posições, como: levantar, deitar e/ou virar na cama, olhar para cima, para baixo ou rapidamente para algum lado. O mal-estar da tontura costuma durar curtos períodos e, geralmente, vem acompanhado da sensação de algo girando ao seu redor. Porém, a pessoa com VPPB pode se queixar também de perda do equilíbrio corporal, náuseas, cabeça pesada ou vazia.

alx_Info_Labirintite_1-8 10

 

 Como é causada?

     Ela é causada quando as partículas de carbonato de cálcio (otólitos) se soltam do utrículo, estrutura do ouvido interno, e caem no canal semicircular do labirinto. Assim, quando a pessoa movimenta sua cabeça, faz com que essas partículas se movam no local indevido. Gerando toda sensação desagradável pontuada.

     A VPPB pode surgir em pessoas de qualquer idade, sexo e não possui uma causa definida. Contudo costuma estar associada a traumas cranianos e ao estresse psicoemocional.

 Quais os Riscos?

     A VPPB causa tontura e perda de equilíbrio, seguidas de náusea leve, durante alguns segundos. Aumentando o risco de quedas, especialmente em idosos.

 

alx_Labirintite-0101

 Como é feito o Diagnóstico?

      Muitas pessoas com queixas relacionadas com a VPPB chegam tardiamente ao consultório o que dificulta o processo de diagnóstico. Além disso, alguns pacientes decidem ingerir medicamentos por conta própria a fim de amenizar os sintomas, atrapalhando o tratamento.

       Para o diagnóstico, o paciente realiza algumas posições na maca com intuito de manifestar uma crise típica. E através do período de crise e do tipo de movimentos que os olhos realizam, torna-se possível diagnosticar o local exato em que as partículas de carbonato de cálcio se encontram.

 E como acontece o Tratamento?

 O tratamento da VPPB é feito através de manobras posturais, que são capazes de recolar as partículas de carbonato de cálcio no seu devido local, o utrículo. E assim, a pessoa refere melhora total dos sintomas.

alx_exercicio 01

 Na maioria dos casos não é necessário o uso de medicação durante o tratamento. Sendo a Reabilitação Labiríntica, exclusivamente, suficiente para o controle completo dos sintomas

Dr. Renato Gonzaga Barreto

DR. RENATO BARRETO 01

Fisioterapeuta – Crefito 7: 136.636-F

 Mestre em Gerontologia pela Universidad Europea del Atlantico da Espanha

Especialista em Avaliação e Reabilitação Vestibular pelo Instituto Advance do Rio de Janeiro

Membro do Instituto Brasileiro de Fisioterapia Vestibular e Equilíbrio

Docente do curso de Fisioterapia da Faculdade Madre Thaís

 Atuação na Área: Centro Médico de Ilhéus; Clínica Audioclin (Ilhéus/BA)

==================

 Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

dez 21

Nossa mensagem de Natal e Ano Novo especialmente para VOCÊ!

      Neste momento tão bonito e singelo de cada ano, em que se comemora o aniversário de Jesus, queremos expressar a você e a toda sua família, os nossos votos de um Feliz Natal e de um Ano Novo repleto de realizações, com muita saúde, muita paz e muita harmonia em família.

natal

    Antes, porém, queremos agradecer a você, de todo o coração, os votos de Boas Festas recebidos, rogando ao Pai que nos cubra de bênçãos, dando-nos saúde e disposição para enfrentar com otimismo cada dia do ano novo que se aproxima.

    Enviamos, em vídeo, nossa singela mensagem de Natal e de Ano Novo.

     Que em cada dia do ano de 2015 possamos estar aqui novamente, juntos, desfrutando os mesmos sentimentos, e lutando para que tenhamos uma PAÍS MAIS HONESTO. 

      Abra a mensagem, ligue o som e receba nosso carinhoso abraço com os votos de um Feliz Natal e de um Ano Novo repleto de realizações, com muita saúde, muito amor e muita paz.

Um grande abraço para você.


CORREIANELESNEWS 950 X 950

==================

Comentários:

        Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem l mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência.

Não há, contudo, moderação ideológica. A idéia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

ago 03

COLUNA DE DR. A. N – O que é Conjuntivite

COLUNA DE

DR. ANTONIO NOGUEIRA

Dr. Antonio Nogueira

O QUE É CONJUNTIVITE!

Conjuntivite é um processo inflamatório da membrana transparente (conjuntiva) que recobre toda a região branca do olho e a superfície interna das pálpebras. As principais causas podem ser:

conjutivite-01

 Conjuntivite Infecciosa: é transmitida, mais freqüentemente, por vírus ou bactérias e pode ser contagiosa. O contágio se dá pelo contato. Assim, estar em ambientes fechados com pessoas contaminadas, uso de objetos contaminados, contato direto com pessoas contaminadas ou até mesmo pela água da piscina são formas de se contrair a conjuntivite infecciosa.

conjuntivite12

Conjuntivite Alérgica: é aquela que ocorre em pessoas predispostas a alergias (como quem tem rinite ou bronquite, por exemplo) e geralmente ocorre nos dois olhos. Esse tipo de conjuntivite não é contagiosa, apesar de que pode começar em um olho e depois se apresentar no outro. Pode ter períodos de melhoras e reincidências, sendo importante a descoberta de seu agente.

Conjuntivite-alérgica

 Conjuntivite Tóxica: é causada por contato direto com algum agente tóxico, como colírios, produtos de limpeza, fumaça de cigarro, poluição do ar, sabão, sabonetes, spray, maquiagens, cloro e tintas para cabelo.

Homem-pingando-colírio-no-olho

Sintomas de ConjuntiviteUm ou mais sintomas podem se combinar: sensação de areia, coceira, olhos vermelhos, fotofobia (sensibilidade à luz), inchaço nas pálpebras e secreção nos olhos.

conjuntivite3

 Tratamento de ConjuntiviteO tratamento depende da causa. Medicamentos (pomadas ou colírios) podem ser recomendados para combater a infecção, aliviar os sintomas e o desconforto. Algumas recomendações podem ajudar:

 • Lavar as mãos com frequência;

Não colocar as mãos nos olhos para evitar a recontaminação;

Evitar coçar os olhos para diminuir a irritação da região;

Lavar as mãos antes e depois da aplicação do medicamento;

Não encostar o frasco do medicamento nos olhos;

Suspender o uso de lentes de contato.

CENOE

 Dr. Antônio Nogueira

==================

Comentários

             Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

jul 27

COLUNA: Aeroclube de Ilhéus – Ilhéus ganha curso de Comissário de Voo

COLUNA DO

AEROCLUBE DE ILHÉUS

AEROCULBE-DE-ILHEUS-1 LOGOTIPO

Ilhéus ganha curso de Comissário de Voo

      Mais uma opção de formação profissional está disponível para a cidade e região. É o curso de Comissários de Voo, que dá início à sua primeira turma no dia 09 de agosto. Com duração de 10 semanas, as aulas acontecerão sempre aos sábados e domingos, das 8h às 18h, na Escola de Aviação de Ilhéus, localizada na área do Aeroporto Jorge Amado.

 COMISSÃRIO DE VOO

      O curso já era esperado por muito jovens, que buscam por uma profissão na área da aviação civil. Homens e mulheres interessados precisam ter como pré-requisito o ensino médio completo e a idade mínima de 17 anos. “O curso tem duas etapas, teórica e prática, que serão realizadas na própria escola, inclusive os exames médicos aeronáuticos (CMA), sem necessidade de deslocamento para outra cidade. A região tem oferecido um leque de opções de formação técnica e universitária e ganha mais uma vez, com o Curso de Comissário deVoo”, comemora o presidente do Aeroclube de Ilhéus, Alexandre Reis.  

 ALEXANDRE REIS

        Homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), através da Portaria Nº 1405/SPO, de 13 de junho de 2014, o curso de Comissário de Voo complementa a formação na área de aviação civil na região, já contemplada pelo curso de Piloto, que também inicia nova turma dia 9 de agosto. Para iniciar o curso de Piloto, é necessário ter os mesmos pré-requisitos do curso de comissário.  

 DSCN0630

      A Escola de Aviação de Ilhéus tem 72 anos de existência e possui uma localização estratégica e privilegiada, o que faz dela uma das mais procuradas da Bahia. Interessados podem entrar em contato pelos telefones (73) 8834-0659 ou 3086-3860.

Pelo Facebook

Ascom – Escola de Aviação de Ilhéus

===============

Comentários

          Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

jun 28

Aeroclube de Ilhéus festeja seus 72 anos de fundação.

       Antes de falarmos sobre as comemorações do Aeroclube de ilhéus vamos fazer um pequeno relato do que seja um AEROCLUBE.

DSCN0630

      No Brasil, um aeroclube só pode funcionar após obter autorização da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), que então se encarrega de sua fiscalização e coordenação. Cada aeroclube recebe o nome da respectiva cidade em que está localizado, e no caso de capitais, de seu respectivo estado.

       Depois de autorizado seu funcionamento, o aeroclube passa a integrar o Sistema de Formação e Adestramento de Pessoal previsto no Código Brasileiro de Aeronáutica (CBAer), ficando responsável pelo ensino e treinamento de pessoal de voo, ensino e adestramento de pessoal da infraestrutura aeronáutica e também como base para prática de esportes e atividades recreativas relacionadas à área.

     A cidade de  Ilhéus é a única cidade da Bahia, e uma das poucas no Nordeste do Brasil, que possui uma escola pública e sem fins lucrativos de aviação.

     O Aeroclube de Ilhéus, que funciona deste 1942, dentro do aeroporto de Ilhéus comemorou o seu aniversário de 72 anos de fundação.

DSCN0612

     Estive presente ao evento, convidado pelo seu presidente Sr. Alexandre Reis e não resistir a tentação de fazer uma foto ao lado de uma das aeronaves que estava estacionadas no Hangar do Aeroclube.

DSCN0632

     Compareceram diversas pessoas para abrilhantar esse evento inclusive vários pilotos com suas respectivas máquinas voadoras, que é o sonho de muita gente, principalmente dos mais jovens.

DSCN0623 DSCN0622

01

01

DSCN0620 DSCN0627 DSCN0618 DSCN0615 DSCN0619 DSCN0614      Foi oferecido uma deliciosa feijoada aos presentes

DSCN0629DSCN0634

e em seguida todos assistiram ao jogo da seleção Brasileira em duas televisões  instaladas nas dependências do Aeroclube.

DSCN0613

=============

Comentários

         Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

 

jun 25

COLUNA DE M.A.A. – Ex-jogadores comentaristas destruíram o jornalismo esportivo

MARCO ANTONIO - POSTAR

        Houve um tempo, dizem os anciões do templo do futebol, em que comentaristas eram pessoas esclarecidas que se preparavam para exercer esse papel (coadjuvante, mas fundamental) no programa de auditório que sempre foi o jornalismo esportivo. Hoje em dia, não. Qualquer ex-jogador aventureiro lança mão de um bico, a ponto de estarmos assistindo à uma invasão bárbara dessa espécie de parasita desocupado.

         Os amantes do esporte deveriam quebrar agências bancárias e incendiar concessionárias de carros de luxo em protesto contra essa indecência. Com a advento das TVs a cabo, então, perdeu-se qualquer pudor ou senso de ridículo. Tem lugar pra qualquer um. Até argentinos e colombianos foram convocados para a pelada. Alguém entende o que Sorín, Louco Abreu ou Rincón dizem, além de palavrões pronunciados ao vivo? Não que faça diferença. Mas.

      Nos canais abertos, estávamos expostos a Neto e seu português primitivo, a Denilson ou Edmundo e suas observações inúteis, ao Casagrande (que às vezes faz voz de bêbado, às vezes de vítima de AVC), ao sonolento Caio Ribeiro e outros aposentados que não souberam guardar dinheiro. O Ronaldo? Será que ele ainda está com vergonha da Copa? Deixa pra lá.

         Junto com o Mundial da Fifa, veio um tsunami dessas figuras que não constam em nenhum álbum. As emissoras devem ter localizado essa turma pesquisando no site do INSS. Roger, Belletti, Juninho Pernambucano, Ricardo Rocha, Edinho, Roberto Carlos e uma legião de ex-atletas que mal sabiam amarrar os cadarços da chuteira na grande área. Constrangedor. Um porre. Pelo menos desistiram do Pelé.

      Para sermos justos, há um jogador que foi espetacular e continua dando um show de bola. Exatamente: Tostão. Esse cara é uma estrela solitária, um diamante, um rei. Não dá para servir como referência, simplesmente porque é único. Vida longa.

         Não querendo ser saudosista, faz falta os grandes mestres do jornalismo esportivo, aqueles que abriram as portas para essa geração de parasitas. Mas é jogo jogado. Esse tempo não voltará, não há mais inteligência disponível para exercer essa função. É um Juca Kfouri aqui, um José Trajano acolá. E acabou. Nunca mais João Saldanha. Nunca mais Nelson Rodrigues. Nunca mais?

=============

Comentários

           Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

 

jun 22

COLUNA DE J.R.M. – Ilhéus – pra não dizer que não falei das FLORES

COLUNA DE 

José Rezende Mendonça

José Rezende (site)

ILHÉUS – PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES

Tem coisas por mais simples que pareçam, e essa é uma delas, nos deixam inquietos.

    Graxa-de-estudante ou simplesmente “graxa” é como conhecemos popularmente o Hibiscus rosa-sinensis, originário da Ásia tropical e do Havaí onde é considerada a flor nacional e possui mais de 5000 variedades. Muito difundido no mundo pelas propriedades ornamentais, possui diversas variedades e formas, com flores grandes ou pequenas, com  pétalas lisas ou crespas. Muito cultivado no Brasil com vários híbridos e variedades, é utilizado com muito sucesso na arborização urbana, além de enfeitar jardins, praças e servir de cerca viva.

FLORES (6) FLORES (1)

         Pois é, por tudo isso é que não entendemos como uma planta que pode ser cultivada de diversas formas, onde suas flores, que embora não nasçam em grande número, são presentes durante todo o ano, bem chamativas e versáteis, que se adaptam às mais diversas funções paisagísticas, seja maltratada desta forma aqui em Ilhéus.

FLORES (3) FLORES (2) FLORES (4)

     E cometem este absurdo, para não dizer criminoso, deixando a paisagem feia e sem vida, simplesmente por não terem o bom senso em consultar quem de fato entende de parques e jardins. Aprendemos nos velhos tempos que existem dois tipos de podas: a poda de LIMPEZA, que consiste na eliminação dos galhos secos, doentes, “chupões”, brotos, etc., e a poda de FORMAÇÃO, que é aquela que realizamos na planta para que ela se desenvolva obedecendo a um planejamento, ou seja, com a finalidade de uma copa baixa ou alta, expansões laterais, ou até mesmo de forma decorativa como cerca viva.

CERCA VIVA

       Mas, o que lá está e em outras áreas da cidade, é uma poda de “PELAÇÃO” ou “APELAÇÃO”, e tudo por falta de conhecimento e bom senso.

PODA DE ARVORES (24)PODA DE ARVORES (26)

       Esta encosta é para ser toda arborizada com este tipo de vegetal e deixá-la em paz, que ela mesma resiste a tudo, apenas a cada seis meses, uma poda de limpeza, que vocês verão uma paisagem florida o ano todo completando a beleza natural desta cidade.

FLORES (5)

 Viagem São José dos Campos (10)

     Vale ressaltar que esta falta de conhecimento não é nenhum privilégio desta administração, isto já vinha ocorrendo nas gestões anteriores, e nós mesmos chegamos a chamar a atenção em outros períodos para isso. E se a prefeitura não dispõe no seu setor de Parques e Jardins de pessoas treinadas para tal fim, então que vá até a CEPLAC, que mesmo com as dificuldades em que se encontra, têm nos seus quadros, técnicos agrícolas e agrônomos, que podem treinar de forma gratuita todo pessoal envolvido na área de parques e jardins.

==================

Comentários

      Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

jun 11

COLUNA DE M.A.A. – Brasileiro gosta do futebol mercenário de Camarões

COLUNA DE:

MARCO ANTONIO ARAÚJO

MARCO ANTONIO - POSTAR

Brasileiro gosta do futebol mercenário de Camarões

Quer torcer contra alguma seleção? Sugiro Camarões. Digo isso sabendo da enorme simpatia que a torcida brasileira cultiva pelo escrete do país africano. Somos realmente um povo estranho, esquizofrênico. Estendemos nosso complexo de vira-latas até para os simpatizantes.

camaroes

     Descemos a lenha em nossa pátria, amamos e odiamos nossos jogadores, esculachamos nossos cartolas sem piedade. Fazemos isso cobertos de razão, claro. Mas na hora de nos abrir em sorrisos e desfraldar outra bandeira, talvez inconscientemente, elegemos atletas, dirigentes e uma equipe bem pior que a nossa. Vai entender…

    Camarões é um país miserável, em todos os sentidos, aí incluídos o econômico, o político e o moral. Boa parte da população sobrevive da agricultura de subsistência. Tem um presidente que se reelege desde 1982, num arremedo de democracia. E seu povo joga futebol em qualquer pedaço de terra, com bola de meia ou tampinhas. Quando se tornam profissionais, e talento para isso muitos têm, se mostram os maiores mercenários do planeta. Sério.

     Todos ficamos sabendo que a delegação camaronesa se recusou a embarcar para o Brasil sem antes garantir um bicho estimado em 1 milhão de dólares por atleta, isso caso não passem das oitavas de final. E não foi a primeira vez que eles praticaram essa chantagem descarada. Fizeram os mesmo às vésperas de embarcar para o Mundial de 1998, na França.

     Seus ídolos são famosos por uma vaidade despropositada. O veterano e aposentado  Roger Milla se recusou a dar entrevistas para jornalistas brasileiros quando soube que não seria remunerado. Ficou bravo, indignado, vejam só. A estrela Samuel Eto’o vai pelo mesmo caminho, o de não fazer a menor questão de ser simpático. Nos vestiários, são famosas as homéricas brigas de ego entre os companheiros. Talvez desse um desconto, se fossem alguma maravilha do futebol. Não é o que se viu na última Copa Africana das Nações, para a qual Camarões nem sequer se classificou.

      Eles devem ter seus motivos para agirem e serem assim. Não estou aqui para julgar nossos irmãos africanos. Mas posso mostrar uma certo desconsolo em ver como nós, brasileiros, nos identificamos com essa malandragem marota e mau caráter. Trocamos tudo por um drible, uma insolência. Por mim, um time assim merece ser ensacado. Cinco a zero tá bom. E tchau.

O PROVACADOR

J

Jornalista desde 1987, quando escreveu crítica de teatro para o extinto jornal A Voz da Unidade, do PCB. Ajudou a fechar outro veículo, A Gazeta Esportiva, onde foi diretor de redação. Pra compensar, criou as revistas Educação, Língua Portuguesa, Fera! e Ensino Superior. Foi professor e coordenador de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero de 1992 a 2002, período em que o curso foi considerado o melhor do país.

==============

Comentários

      Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

jun 02

Semideuses, poderosos e intocáveis

      Ministros do STF são nomeados  pelo chefe do Executivo, ganham cargos vitalícios e detêm superpoderes.

Toffoli e Marco Aurélio falam

     O Supremo Tribunal Federal, com seus ministros de mandatos  praticamente infinitos a partir de nomeações de viés político e abrangências decisórias ilimitadas, compõem a mais perfeita prova de que há um lixo autoritário explosivo, intocável, produzido bem antes mesmo da ditadura militar e que é preservado incólume por que a grande maioria dos congressistas é formada por uma corja de rabo preso e ninguém tem peito de dizer certas verdades que contrariem os senhores das nossas liberdades e dos nossos direitos.

     Esse escândalo recente espetacularizado com o anúncio da aposentadoria precoce do ministro Joaquim Benedito Barbosa Gomes traz de volta essa incongruência herdada da Constituição de 1891: um ministro nomeado com base em articulações políticas ganha poderes indiscutíveis para o resto da vida e só é obrigado a pendurar a toga aos 70 anos. 

      Marco Aurélio Mendes de Faria Mello foi nomeado por seu primo, o então presidente Fernando Afonso Collor de Mello, quando tinha 44 anos: terá 26 anos de poder quase discricionário. José Antônio Dias Toffoli, ex-advogado do PT, foi empossado no Supremo um mês antes de completar 42 anos. Terá 28 de casa, comida e roupa lavada com os maiores proventos da República e poderes incomensuráveis. Gilmar Mendes saltou do governo FHC em 2002, aos 47 anos.  Fica com a toga por 23 anos.

      O STF é o píncaro do judiciário e onde a escolha de um ministro é atributo do presidente, apesar da sabatina no Senado, que dificilmente reprovaria uma indicação. Mas não é o único: O Superior Tribunal de Justiça, que tem indicações fatiadas em três segmentos, também garante os mandatos até os 70 anos.

     Nos tribunais de contas, as indicações são negociadas no Congresso: vários ministros e conselheiros são ex-parlamentares ou resultam de acordos políticos, como o que fez ministra do TCU a mãe do então governador Eduardo Campos. Ana Maria Arraes,  que obteve o diploma de bacharel em direito aos 51 anos, foi nomeada para o TCU em 2011, já com 64 anos, 13 anos depois de graduada pela Universidade Católica da Bahia, e a um ano do prazo limite para ser indicada. 

     A vitaliciedade dos cargos nas cortes superiores não é uma regra geral no mundo ocidental. Os membros dos tribunais constitucionais europeus exercem mandatos por tempo certo, como é o caso de Portugal, Alemanha, Espanha e Itália. Nas cortes da Alemanha e na sul-africana os ministros têm os maiores mandatos, doze anos; na italiana e na espanhola, nove; na Colômbia e no Chile, oito anos; e em Portugal, seis anos com direito a uma recondução

      Há outra diferença importante, segundo observou o procurador federal Gustavo Augusto Freitas de Lima, pós-graduado em Direito Público: “A Corte constitucional no modelo europeu é criada para conhecer exclusivamente do contencioso constitucional, estando situada fora do aparelho jurisdicional ordinário”.  

      O Brasil adota um sistema misto, praticamente sem paralelos em outros sistemas judiciais. O Supremo acumula as funções de Corte Constitucional e, em alguns casos, de última instância recursal. Essa função é, de certa forma, exercida paralelamente ao Superior Tribunal de Justiça, inclusive com a possibilidade de interposição simultânea de recursos às duas Cortes, ainda que se exija distinta fundamentação. Este sistema cria a estranha possibilidade de dois Tribunais Superiores examinarem a mesma questão. Além de toda essa hercúlea tarefa, o STF ainda se digna a atuar como quarta instância judicial para o julgamento de habeas corpus. É, de fato, um sistema ímpar, de competências excessivamente amplas”.

       Se fosse só isso. Os ministros do STF atuam como legisladores e  revogam leis como a que garantia a impressão do voto nessas urnas eletrônicas. E vão mais longe: ano passado, o ministro Luiz Fux se arvorou da condição de mediador da greve dos professores no Estado do Rio.

        Quando se pensou o Conselho Nacional de Justiça para fazer um controle externo do Judiciário os ministros garantiram que seu presidente seria o mesmo presidente do STF e ainda formataram uma composição em que 9 dos 15 conselheiros são magistrados: na minoria, dois membros do Ministério Público, dois advogados e dois cidadãos de notável saber jurídico e reputação ilibada.

       Só quem é cego ou ingênuo não percebe que o sistema tratou de salvaguardar seus interesses através do Poder Judiciário. Os delírios autoritários do ministro Joaquim Benedito Barbosa Gomes expressaram apenas de forma sincera e ostensiva a potencialidade abrasiva enfeixada emblematicamente em 11 senhores. Isto no primeiro escalão do modelo ditatorial de Justiça. 

Fonte: Jornalista Pedro Porfíro

====================

Comentários

Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

 

jun 01

COLUNA DE P.H.A. Singela homenagem AO STF DE BARBOSA

113

Sente falta dos fantasmas ? Esse Bessinha …

COLUNA DE:

PAULO HENRIQUE AMORIM

PAULO HENRIQUE AMORIM reduzido

SINGELA HOMENAGEM AO STF DE BARBOSA

   O Bessinha se comoveu tanto com a saída do Presidente Barbosa – o Mauricio Dias explicou melhor do que ninguém que resolveu homenageá-lo e ao Supremo que ele presidiu.

   Porque, como se sabe, o Sérgio Buarque formulou observação irrefutável: o Presidente Barbosa fala grosso com o Dirceu e o Genoino, o multimilionário da lista da Forbes, mas fala fino com o Daniel Dantas.

Por que ele não levou a votação a RE 680967, que legitima, de vez, a Satiagraha ?

Como diz o Mino Carta, o Genoino preso e o Dantas soltinho por aí

Paulo Henrique Amorim
01

01

01

01

33============

Comentários

Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

mai 06

COLUNA DE M.A.A – É preciso uma campanha — bem violenta — contra linchamentos

COLUNA DE :

MARCO ANTONIO ARAÚJO

o provocador real

É preciso uma campanha — bem violenta — contra linchamentos

      Os linchamentos que estão em moda no Brasil ainda não eliminaram nenhum bandido. Mas já criaram centenas deles. Depois da comprovada morte de uma mulher inocente, vítima de um boato irresponsável, está mais do que claro, está claríssimo: quem participa desses atos selvagens (que nada têm a ver com justiça) não passa de um assassino frio, cruel e muito, muito ignorante. E esse tipo de psicopata está espalhado aos milhares pelo País.

ali

     Já está na hora de a polícia mandar alguns desses marginais para a cadeia. Quem sabe lá eles conseguem matar algum bandido de verdade. Porque, aqui fora, essa gentalha só tortura e esculacha mulheres indefesas e supostos pés-de-chinelo.

    Esses filhotes de Sheherazades e Reinaldos Azevedos precisam ser tratados como de fato são: a escória da sociedade travestida de gente honesta. Não há decência nenhuma em se arvorar o papel de policial, juiz e carrasco. São apenas pessoas bestificadas, animais talvez semialfabetizados — no máximo, massa de manobra de algum demônio incrustrado no imaginário brasileiro.

     Passou da hora de o Estado tomar alguma posição nessa epidemia de violência gratuita — pela qual, justíssimo dizer, é o maior responsável. Sabemos que nossos governos são incapazes de estancar a violência remunerada de ladrões e marginais, muito menos oferecer um sistema prisional que recupere minimamente os que ainda teriam chance de se salvar.

     Então, admitido esse fracasso — e antes que tudo fuja ao controle e retornemos à Idade Média (da qual politcamente nunca saímos) —, que pelo menos nossos prefeitos, governadores e presidente se unam em uma  campanha nacional de esclarecimento sobre a inutilidade e perversidade de linchamentos.

     Só sugiro uma coisa: essa campanha tem de ser violenta. Porque, pelo visto, essa é única linguagem que esses assassinos conhecem.

Marco Antonio Araújo é jornalista desde 1987, quando escreveu crítica de teatro para o extinto jornal A Voz da Unidade, do PCB. Ajudou a fechar outro veículo, A Gazeta Esportiva, onde foi diretor de redação. Pra compensar, criou as revistas Educação, Língua Portuguesa, Fera! e Ensino Superior. Foi professor e coordenador de Jornalismo da Faculdade Cásper Líbero de 1992 a 2002, período em que o curso foi considerado o melhor do país.

===============

Comentários

Todos os comentários são moderados, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Não serão aceitas mensagens com links externos ao site, em letras maiúsculas, que ultrapassem 1 mil caracteres, com ofensas pessoais, preconceituosas, ou que incitem o ódio e a violência. Não há, contudo, moderação ideológica. A ideia é promover o debate mais livre possível, dentro de um patamar mínimo de bom senso e civilidade. Obrigado.

 

Página 1 de 212